TurfeOnline.com

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Banner
Banner
Banner


Home Artigos Geral TANGANYKA IMPEDE COROAÇÃO DE MAIS QUE BONITA

TANGANYKA IMPEDE COROAÇÃO DE MAIS QUE BONITA

De ponta à ponta, descendente de Midshipman

agigantou-se no GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (G.I)

Sem dar chances às suas qualificadas oponentes, a preciosa potranca TANGANYKA (Fêmea, Castanha, 3 anos, do Paraná – Midshipman e Tasmania por Romarin), criada por seu proprietário, o Sr.Carlos dos Santos, dominou a edição 2020 do tradicional Grande Prêmio Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (Grupo I – R$ 30.000,00 + valor “ADDED”, de R$ 7.575,76, ao dono do animal vencedor) – para fêmeas de 3 anos, sendo a última prova da Tríplice Coroa de Potrancas –, que aconteceu Domingo, dia 7 de Junho, no percurso de 2.400 metros, em pista de grama pesada, do Hipódromo da Gávea.

Precisamente comandada pelo talentoso Bruno Queiroz – que conquistou o primeiro título de Grupo I de sua carreira –, a descendente de Midshipman assumiu a dianteira logo após a largada e assim veio para o disco. Esbanjando categoria, TANGANYKA garantiu confortáveis 5 corpos de vantagem sobre a favorita e candidata à Tríplice Coroa, Mais Que Bonita (3.Agnes Gold) que, em nenhum momento, deu impressão que atingiria seu objetivo. A bela North Bound (3.Gober), descontando nos momentos decisivos, ultrapassou o espelho no terceiro lugar. Helquis (3.Wild Event) terminou em quarto, com Olympic Dust (3.Dubai Dust) na quinta posição. A seguir, terminaram: Garrucha Lerap, Quick´N Easy, Nefertite, Tactical Speed e Menina Veneno.

O mestre Cosme Morgado Neto (CT) é quem responde pelo treinamento da campeã, TANGANYKA, que triunfou na esfera clássica pela primeira vez – e logo em prova de Grupo I. Os cronômetros foram travados na marca de 2m27s97s.

FOTO: Sylvio Rondinelli – Jockey Club Brasileiro

TANGANYKA: Neta de Romarin fez a festa na

última prova da Tríplice Coroa de Potrancas

Compartilhe

 

Publicidade

Banner
Banner
Banner

Banner
Banner